Grama natural para campo de futebol

Grama natural para campo de futebol

Para você que está procurando por informações sobre qual a Grama natural para campo de futebol mais ideal, conheça mais abaixo.

Informações sobre Grama Natural para Campo de Futebol

Não é novidade para ninguém que o futebol é o esporte mais popular e também o mais praticado no Brasil. No entanto, para que ocorra um jogo de qualidade não é suficiente ter apenas dois times competitivos em campo. O gramado é um dos fatores mais importantes para garantir que a bola role e garanta um belo espetáculo.

Para a finalidade esportiva, normalmente, os tipos de grama mais utilizados são as Bermudas (Cynodon dactylon) e a Esmeralda (Zoysia japonica). A grama natural Bermudas são as mais indicadas para a formação de um campo de futebol de qualidade.

Grama natural Bermuda

Essa espécie de gramado conta com folhas estreitas, um desenvolvimento acelerada e uma tonalidade verde intensa, especialmente, quando adubada. É apropriada também para a construção de campos de futebol, de polo, de golfe, de tênis de grama e também para o beisebol. Os principais benefícios desse tipo de gramado são a grande resistência ao pisoteio e a excelente capacidade de recuperação em eventuais prejuízos significativos. Além disso, esse tipo de grama natural não deve ser usada para a formação de gramados em áreas residenciais, por causa da necessidade de poda constante e também em função da obrigatoriedade da presença de luz frequente, não resistindo ao sombreamento.

Grama natural Esmeralda

A grama natural Esmeralda também pode ser uma boa opção para a construção de gramados para a pratica do futebol. Mas, é preciso levar em consideração que a grama Esmeralda durante os meses de outono e inverno sofre com uma redução considerável no seu crescimento, caindo consideravelmente o seu poder de recuperação, o que significa que para um gramado de futebol, com intensa atividade, isso pode comprometer bastante a qualidade do campo.

Condições para desenvolvimento satisfatório do gramado

Os fatores climáticos do local também podem pesar para a escolha da variedade de grama a ser selecionada. Já os elementos regionais contam muito, como, por exemplo: se a área tem pouca ou muita presença de luz, se há salinidade, o tipo de solo e ainda a topografia do local, se é favorável ou não a poda da grama.

Quando se decide fazer um campo de futebol em uma propriedade rural, o desenvolvimento acelerada da grama natural Bermuda acaba se transformando em um problema, já que demanda a efetuação de cortes a cada 3 dias para deixar o tamanho do gramado apropriado. E com a ausência de poda no tempo certo, as folhas mais antigas crescem e acabam fazendo sombra para as mais jovens, que terminam por secar, danificando a grama tanto no que se refere ao visual quanto a sua resistência com relação ao pisoteio.

Já para a elaboração de campos em chácaras, em fazendas ou em sítios, a grama natural mais apropriada é mesmo a Esmeralda, que é utilizada, por exemplo, no Estádio do Mineiro, na capital mineira, Belo Horizonte e que também foi cultivada no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Como se regenera de maneira ágil, essa grama não precisa de muita poda, sendo assim não faz com que seu proprietário tenha muito trabalho. Os cortes podem ser efetuados entre uma ou duas semanas.

Grama Natural para Jardim

Grama Natural para Jardim

Se você está a procura de tipo ideal de Grama Natural para Jardim, conheça os detalhes das gramas naturais mais indicadas.

Descubra qual a grama natural mais apropriada para jardins

Um dos elementos com mais peso visual no paisagismo, um gramado muito bem cuidado destaca ainda mais as partes externas de uma casa, auxilia na valorização da beleza das plantas e concede mais equilíbrio a diversos fatores que formam um bonito jardim.

Mas para escolher a grama natural adequada para cada caso não é uma tarefa simples. Existem diversas variedades de grama no mercado a venda, e mesmo que todos podem render belos tapetes verdes, a seleção precisa ser mais cuidados que apenas os elementos visuais.

É necessário ainda levar em consideração, por exemplo, peculiaridades do lugar de plantio, como a claridade, a umidade e o tipo da terra. Antes de estabelecer qual tipo de grama natural vai plantar em seu terreno, é essencial analisar ainda a necessidade de manutenção e a quantidade de pisoteio que o seu gramado tendo a sofrer.

Grama Natural para Jardim mais utilizada no Brasil

No país, entre as variedades mais utilizadas nos jardins caseiros aparecem: as gramas esmeralda e também Santo Agostinho. Além disso, a mais famosa e mais utilizada para jardins caseiros é mesmo a grama natural Esmeralda. Essa variedade de gramado tem sido usada pelos profissionais do paisagismo em função da presença de folhas estreitas, que concedem a grama um visual muito peculiar. O valor comercial inferior, se comparado com outras variedades, a resistência ao pisoteio e os cuidados simples são outros elementos que influenciam em todo o sucesso dessa gramínea.

A versatilidade é outro beneficio da grama natural esmeralda, que ainda pode ser utilizada em gramados para a pratica esportiva, em jardins caseiros, em espaços públicos e até mesmo em encostas para impedir a ação da erosão no solo. De maneira geral, as gramas precisam de bastante água e luz para cresceram de maneira vistosa. Mas, existem tipos que podem se adequar muito bem as regiões sombreadas.

Gramado para áreas com pouca luminosidade

E se você procura uma variedade assim para o seu jardim pode optar pela Grama São Carlos, curitibana ou Folha Larga. Esse tipo conta com bastante resistência a meia sombra e a muito sol, além de ter um desenvolvimento devagar que precisa de uma demanda menor de cortes. Vale frisar também que a grama natural São Carlos é apropriada para jardins com cachorros, que preferem gramas com folhas grandes, lisas e de cor verde intensa.

Tipos de gramas específicos para as faixas litorâneas

Já na parte do litoral, o tipo de grama que melhor resiste ao ambiente é a Santo Agostinho, que também cresce na sombra e no frio e tem boa resistência ao pisoteia. Mas, se o dono da propriedade não tem tempo para fazer a manutenção, a grama coreana pode ser uma boa opção, já que tem crescimento lento, se adequa a lugares pequenos e tem boa resistência ao pisoteio.

Fica evidente que antes de finalizar um negócio e comprometer as suas economias, é necessário verificar as suas reais necessidades e procurar por um tipo de grama natural que esteja de acordo com todos esses elementos. Afinal, todo mundo deseja exibir um jardim bonito seja no interior, na cidade ou mesmo em uma casa de praia.

Fonte: Casa e Imóveis