Grama Natural São Carlos

Quer formar um tapete verde em casa? Conheça a Grama Natural São Carlos

Com nome cientifico Axonopus Compressus, a grama natural São Carlos, também pode ser chamada de grama curitibana ou grama sempre verde, apesar de ser oriunda da Austrália, sendo exportada, cultivada e bastante vendida no Brasil. Da família Poaceae, da mesma que as Zoyzia’s, o tempo de tempo da grama natural de São Carlos é longo. Por isso, conta com uma boa adequação aos climas: tropical úmido, subtropical e temperado. É, basicamente, um modelo de gramínea bastante versátil, podendo ser utilizado em locais com bastante exposição ao sol ou mesmo à meia-sombra.

De acordo com o aumento da comercialização no país, também ocorreu à necessidade de uma melhoria nesse tipo de gramado para que elevasse o seu grau de resistência, já que se tratava de uma espécie extremamente sensível e até mesmo frágil, em termos técnicos. Desta forma, profissionais americanos especialistas em plantas botânicas, realizaram algumas mudanças genéticas, aprofundando as suas raízes e concebendo uma variação da grama São Carlos, que recebeu um nome popular de Grama São Carlos Plus.

grama natural são carlos

Principais características da grama natural São Carlos

No que se refere às principais particularidades da grama natural São Carlos, se destacam as folhas largas e lisas, com uma tonalidade semelhante ao verde escura. O seu desenvolvimento acontece de forma estolonífera, ou seja, seus estolões são baixos e se firmam na terra através das raízes, que se criam em seus próprios nós.

Geralmente, essa característica proporciona uma boa cobertura do solo, sendo assim, a grama deve ser implantada em um solo rico em matéria orgânica, com um PH por volta de 5 ou 6, não podendo ser muito acido. Se a grama São Carlos for inserida em um terreno pobre, a vegetação fica predominante rala, desuniforme e reduz ainda mais a sua característica de enraizamento, consequentemente, acabando com a sua resistência elevada.

No entanto, um ponto que deve ser abordado, é que mesmo podendo sobreviver e tendo uma excelente adequação a locais sombreado, a grama natural de São Carlos, da mesma forma que todos os modelos de grama, não tem chance alguma de se desenvolver na sombra total.

Técnica para manutenção da grama natural São Carlos

Se tratando das técnicas para manutenção, é necessário ter cuidado no momento da poda. A poda precisa ser realizada constantemente, sempre que o gramado passar de uma altura em torno dos 5 centímetros, já que não for podada esse tipo de grama pode alcançar até os 20 cm. O modelo conta com imunidade razoável contra pragas e enfermidades, que às vezes podem aparecer no seu gramado. Vale lembrar também que alguns insetos, nematoides, invertebrados que usam as folhas como fonte de alimentação, precisam ser retirados sem o uso de herbicidas, já que esses elementos podem prejudicar o crescimento do seu gramado.

Além disso, o processo de cobertura deve ser realizado, preferencialmente, ao longo do outono, já que nessa época do ano é normal que ocorra uma diminuição na quantidade de folhas, o que pode acabar facilitando a limpeza, a retirada e até concedendo uma higienização mais apropriada de toda a região.

Já em uma eventual revitalização, trate de irrigar consideravelmente o gramado para resgatar a tonalidade original para o seu jardim. Afinal, a grama natural São Carlos Plus, além de mais resistente, adiciona também mais alguns benefícios se comparada com o modelo tradicional da grama São Carlos, como, por exemplo, o desenvolvimento de gramado mais denso e uniforme, capacidade acelerada de recuperação e uma excelente qualidade pós-corte dos tapetes.